Entenda o conceito de Fotografia Fine Art

Entenda o conceito de Fotografia Fine Art

Você tem alguma ideia do que seja fotografia Fine Art? Talvez você a pratique, mas nem sabe! A maioria dos fotógrafos, em algum momento de sua vida, já fez registros de objetos ou cenas que possuíam algum significado pessoal. 

É por esse caminho em que podemos encontrar o conceito deste estilo. Fotografias Fine Art não tem como objetivo final a comercialização. Seu propósito é artístico, ou seja, privilegia a estética. 

A produção desse tipo de fotografia não costuma ser encomendada por algum cliente. Suas principais motivações e inspirações são inquietudes e devaneios do próprio profissional. 

Por isso é tão complexo categorizar e identificar esse tipo de imagem. Afinal, ela tem raízes muito subjetivas e resultados muito diversificados. 

Nesse artigo, vamos nos aprofundar um pouco mais sobre os fundamentos que baseiam a fotografia Fine Art e dar algumas dicas de como você pode produzir as suas!

Afinal, fotografia é ou não é arte?

Fotografa pensando com expressão de confusa com duas câmeras na mão

Explorar sobre as definições acerca de fotografia Fine Art nos leva muito próximo à antigas discussões sobre a fotografia ser ou não um tipo de arte. 

Famosos teóricos e artistas do século XIX, como Auguste Rodin e Charles Baudelaire, questionavam sobre o caráter artístico das fotografias. 

Isso nos leva a questionar: o que é arte? Este é outro conceito que tem mil definições, mas nenhuma é realmente conclusiva. Certamente este é um dos temas mais complexos e profundos que a humanidade já tentou desbravar. 

Segundo o professor de história da arte, Richard Salkeld, nunca conseguiremos chegar a uma conclusão unânime sobre o que é a arte. 

Por isso, nos deparamos com um grande dilema no momento de identificar a natureza artística de certas formas de expressão humana. 

A fotografia, do ponto de vista puramente técnico, é a ação de capturar a luz através de uma câmera para produzir uma imagem.

Por reproduzir de forma genuína aquilo que se vê, alguns filósofos defendiam que a fotografia não é arte por não ter influências da imaginação. Ou seja, ela só exibe aquilo que já existe. 

Mas, não podemos desconsiderar o fato de que fotografias despertam sentimentos e sensações nas pessoas, que é um dos propósitos da arte. 

A fotografia de uma paisagem, ou de um objeto, carrega em si o ponto de vista do fotógrafo. Por isso, ela é comparada com a arte pictórica, pois além de ser visual, seu conteúdo é passível de várias interpretações. 

A verdade é que estas discussões nunca tiveram conclusões muito bem definidas. Contudo, à medida que a fotografia foi ocupando aos poucos espaços artísticos, sua consolidação como arte foi se fortalecendo. 

Características da Fotografia Fine Art

Fotografo tirando uma fotografia Fine Art

Vimos até o momento que o surgimento do estilo Fine Art, muito antes de levar este nome, aproximou a fotografia da arte. Afinal, ela não possui os mesmos propósitos que fotografias publicitárias ou jornalísticas. 

O uso desta terminologia por alguns fotógrafos que trabalham no meio comercial para cobrar valores mais altos pelos seus serviços, acabam colaborando para gerar mais confusão a respeito do conceito de fotografia fine art

Sabe quando as pessoas colocam a palavra “gourmet” antes de qualquer alimento só para agregar mais valor. Pois é… é a mesma coisa! 

Mas, apesar dos conceitos serem subjetivos, existem algumas características marcantes que nos ajudam a compreender melhor esse tipo de fotografia. 
Se você ficou interessando em trabalhar e ganhar dinheiro nesse setor, pense se vale a pena fazer curso de fotografia. Certamente lhe trará todo conhecimento que você precisa para atuar e se destacar nesse mercado.

A alma artística do fotógrafo

Fotografa personalizando uma Fotografia Fine Art no laptop

O lado artístico do profissional é um dos elementos mais importantes no momento de fazer criações autorais. 

A fotografia Fine Art expressa de forma genuína experiências de vida, desejos, fantasias ou inquietações do fotógrafo.

Além disso, é relevante que o próprio profissional veja seu trabalho como uma arte. Este atestado vai ajudá-lo a se desenvolver neste estilo.  

Caso você queira se inspirar em profissionais que já são renomados nesta área, recomendamos que você busque conhecer o trabalho de  fotógrafos como Danny Bittencourt, Man Ray, Cássio Vasconcellos e Luis Leles. 

A importância do processo criativo

Fotografo editando fotos  no computador com uma câmera ao lado

A criação de fotografias Fine Art permite que o fotógrafo/artista explore seu lado criativo. Afinal, elas não têm caráter documental e precisam que o profissional expresse seu ponto de vista. 

Alguns fotógrafos como Sally Mann e Arnold Newman, utilizaram deste estilo para criar imagens com narrativas coesas que retratam vivências e visões pessoais.  

Aliás, a iluminação e a escolha de cores também fazem parte do processo criativo que irá influenciar no resultado final do trabalho. 

Se você buscar por referências nesse estilo, irá observar que a maioria dos fotógrafos optam por fazer imagens em preto e branco para criar um efeito mais dramático, intenso e nostálgico nas fotos. 

É importante pensar nas emoções e mensagens que você deseja transmitir para alinhar com os elementos que vão trazer os efeitos necessários. 

Foco na estética e na alta qualidade

Fotos impressas sobre uma mesa

A fotografia Fine Art nada contra a correnteza deste mundo tecnológico onde todas as imagens ficam registradas somente em nuvem ou redes sociais. 

A impressão destas fotografias é uma etapa super relevante, pois uma de suas características mais marcantes é a alta resolução. 

Por isso, é necessário utilizar impressoras com softwares mais modernos.  Ademais, o tipo de tinta recomendada é a pigmentada que seja resistente à degradação da luz. 

Além disso, na maioria das vezes utiliza-se um papel específico feito com fibras naturais que imita uma tela de pintura. No mercado, você vai encontrá-lo como papel Fine Art

Lembrando que impressão Fine Art não é a mesma coisa que fotografia Fine Art. Cuidado para não confundir!

Fotografias Fine Art não são comerciais, mas são comercializáveis

Dificilmente você irá encontrar um cliente que solicite uma fotografia Fine Art. Caso isso aconteça, provavelmente ele possui uma ideia equivocada do que seja esse estilo. 

Apesar de não serem fotos com fins comerciais, fotografias Fine Art costumam circular em museus, exposições e também despertam o interesse de muitos colecionadores. 

Mas, é pouco provável que elas sejam feitas por conta de uma demanda que não seja a inspiração e vontade do próprio artista. 

Este conteúdo foi útil para você? Veja também nosso artigo Fotografia lifestyle e também conheça a técnica Fotografia em Time Lapse: o que é e como fazer!.

Não deixe de compartilhar este artigo com seus amigos fotógrafos que também se identificam com esse estilo! 


Referências:

DE ALMEIDA ITO, Murilo Alves. Fotografia fine art (belas artes)-conceituação, linguagens e processos de produção1.

DE SALLES, Filipe Mattos. Considerações sobre a fotografia Fine Art. Resgate: Revista Interdisciplinar de Cultura, v. 26, n. 2, p. 59-78, 2018.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.