Lens flare: veja o que é, como produzir ou evita-lo

Lens Flare Efeito fotográfico - foto por do sol com reflexo de luz em circulo tons avermelhados

O que é o efeito lens flare na fotografia? Nesse artigo vamos explicar por que ele acontece e como utiliza-lo a seu favor e reproduzir o efeito ou então evitá-lo nas suas fotos.

A palavra fotografia tem sua origem etimológica derivada do grego, com foto significando luz e grafia carregando o significado de se escrever ou grafar. Portanto, a palavra por completo teria um significado parecido com grafar, ou escrever com luz.

Apenas com o significado da palavra já é possível de entender que a incidência de luz e a luminosidade possuem um papel de extrema importância na arte de fotografar. Isso também se aplica quando falamos dos efeitos que podemos atingir ao sabermos controlar a luz na fotografia.

O lens flare, ou reflexo na lente traduzindo para o português, é um efeito que ocorre nas fotos quando a luz atinge o sensor presente na câmera e se expande para fora, podendo causar uma perda de contraste na imagem e a presença de clarões, manchas, halos, faixas ou bolhas em uma coloração quente ou esbranquiçada na imagem, se assemelhando ao efeito que podemos observar quando olhamos para algo muito brilhante ou com muita luz refletida em sua superfície.

Fotógrafo profissional configurando câmera em foto com efeito Lens Flare

Originalmente, o lens flare é considerado como sendo um defeito ou uma imperfeição que pode ocorrer nas fotos.

Porém, alguns fotógrafos o utilizam de maneira proposital como um recurso, aderindo a uma estética mais quente e vibrante e portanto buscando maneiras de atingir este efeito na imagem de maneira natural.

Por ser considerado tanto um efeito proposital como uma imperfeição, é importante que se entenda como e por que o lens flare acontece.

Assim você poderá controlar a presença ou ausência do efeito nas fotos.

Como e por que o efeito lens flare ocorre

Fotografa com câmera fotografando

O efeito lens flare ocorre quando a luz não apenas atinge o sensor presente na câmera, como acaba sendo também refletida para fora do sensor.

Dessa forma cria-se um efeito visual que pode tanto ser de maneira intencional, quanto realizado de maneira não proposital, sendo referido como um acidente fotográfico.

Compondo a lente de uma câmera fotográfica há diversas peças, como espelhos e vidros, que agem de maneira a dirigir, ou focar, a luz que se apresenta no ambiente ao sensor da câmera.

Por sua vez tem a função principal de captar a luz que se projeta a sua frente, tornando possível a captura de imagens pelo equipamento fotográfico.

Diferentes tipos de lentes podem possuir em seu interior quantidades variadas de elementos que possam provocar reflexos, com a principal diferença ocorrendo em relação às câmeras com mais ou menos pontos focais.

As câmeras que apresentam apenas um ponto focal, por exemplo, possuem menos vidros e espelhos em sua composição, enquanto câmeras zoom que possuem mais pontos focais em seu interior, apresentam uma maior quantidade destas peças que tem a capacidade de reproduzir o reflexo.

Portanto, o tipo de lente, sua qualidade e quantidade de pontos focais pode ser um fator de extrema importância quando se quer atingir ou evitar efeitos que se dão devido ao reflexo da luz, como o lens flare.

Como fazer o efeito lens flare

O primeiro passo para se obter o efeito nas fotos é o de romper com algumas ideias pré concebidas sobre a fotografia. A primeira delas sendo o posicionamento da câmera em relação às fontes de luz.

Isso porque para conseguir fazer o efeito lens flare nas fotos, o fotógrafo deve em primeiro lugar se posicionar de frente para a fonte de luz presente no local em que se está fotografando.

Além da mais importante dica de fotografar de frente para a luz, algumas outras que podem ser testadas e exploradas para atingir o efeito são:

  • Reduzir o F-stop da lente: o F-stop controla alguns aspectos do funcionamento de uma lente fotográfica. Um deles é a abertura do diafragma, ou diâmetro da abertura. Ao abaixar os valores de F-stop, portanto, está se aumentando o diâmetro da abertura do diafragma. Assim você permiti que mais luz atinja o sensor da câmera e facilitando a ocorrência do efeito lens flare.
  • Fotografar durante o período do nascer ou do pôr do sol: estes dois momentos do dia são também conhecidos como a “golden hour”, hora dourada em português. Isso por oferecerem uma luz mais amarelada e que proporciona um efeito dourado à imagem. Por mais que não sejam os horários em que a luz se encontra mais forte, fotografar de frente pra luz com uma boa abertura do diafragma, pode-se atingir o efeito com uma coloração em tons quentes.
  • Treinar bastante: controlar os reflexos e aprender a utilizar a incidência de luz no sensor da câmera a seu favor não é algo que se domina da noite para o dia. Portanto, treinar bastante até compreender quais as melhores formas de atingir o efeito desejado com as suas lentes em específico e com as fontes de luz que se quer fotografar requer prática e treino.

Outra maneira de alcançar o efeito é:

Obturador de câmera fotográfica

Dependendo da fonte de luz, da sua intensidade, ângulo e da abertura do diafragma, podem ocorrer alguns tipos diferentes de lens flare.

Então isso merece um pouco de atenção quando se almeja atingir um deles como resultado final. Algumas das formas que o efeito pode ocorrer são:

  • Veiling flare: este efeito proporciona um resultado que se assemelha a um véu transparente cobrindo a imagem, como um efeito de neblina e baixo contraste. Ele pode ser atingido principalmente quando não se aponta a câmera diretamente para o sol, mas os raios solares atingem com certa abundância o tema que se quer fotografar.
  • Ghosting flare ou reflexo fantasma: diferentemente do veiling flare, este efeito oferece reflexos com alguns formatos nas imagens, ao invés de um efeito mais homogêneo. Podem se apresentar em reflexos de formatos arredondados, halos (ou anéis de luz), manchas ou traços. Este efeito é causado principalmente quando há a presença de uma fonte de luz forte, sendo exibida de maneira direta.

Lens flare no photoshop e aplicativos de pós produção

Por ser visto como um recurso estético por alguns fotógrafos, atualmente há a possibilidade de conquistar o efeito pelo photoshop ou aplicativos.

Nestes casos de aplicação do efeito na pós-produção, é comum que exista no software ou aplicativo a opção de aplicar um filtro lens flare.

Através dessas ferramentas é possível também controlar a intensidade do efeito, assim como sua coloração e formato.

Por mais que esta seja uma alternativa interessante para experimentar e entender melhor o efeito, o lens flare alcançado naturalmente agrada mais.

Como evitar que o efeito aconteça

Foto mulher fazendo pose no trilho de trem ao entardecer. Na foto ocorre o efeito Lens Flare.

Da mesma forma que em alguns momentos o lens flare é cobiçado, outras vezes o fotógrafo deseja evitá-lo. Sendo assim, aqui estão algumas dicas principais para evitar que o efeito aconteça na imagem:

  • Não apontar a câmera diretamente para uma fonte de luz. Da mesma forma que apontamos a câmera para a luz quando queremos reproduzir o efeito propositalmente, quando queremos evitá-lo é importante que a fonte de luz esteja sempre atrás do fotógrafo. Assim, para fazer o uso da luz quando o enquadramento inclui o sol, mude a perspectiva ou espere que a luz enfraqueça para realizar a foto.
  • Utilizar lentes mais modernas e de alta qualidade. Quanto mais moderna uma lente, mais fácil será de se evitar que o lens flare ocorra. Isso se dá pela maior quantidade e qualidade dos elementos com efeito antirreflexo nas câmera de tecnologia mais moderna.
  • Dar preferência à lentes que possuem apenas uma distância focal ao invés de lentes zoom e superzoom. As chamadas de lentes primárias, por não possuírem diversos pontos focais, acabam tendo um sistema mais simples. Assim com menos elementos reflexivos, diminui as chances de ocorrência do efeito lens flare e podendo oferecer uma maior nitidez à imagem.
  • Utilizar um para-sol acoplado à lente da câmera. Este acessório pode ser rosqueado ou encaixado nas lentes da câmera. São úteis para bloquear uma parte dos feixes de luz que incidem sob a lente, diminuindo a quantidade de fluxo luminoso. Caso o fotógrafo não possua um para-sol, pode se atingir um resultado semelhante utilizando as mãos como uma sombrinha acima da lente.
  • Utilizar um filtro UV na lente da câmera. Os filtros UV atuam filtrando a radiação ultravioleta. Dessa forma funciona como um óculos de sol para a câmera e podendo funcionar muito bem para se evitar o efeito lens flare.

Finalizando

No geral, ter um olhar fotográfico bem aguçado, estudar e treinar bastante são as melhores formas de obter ou evitar determinados efeitos na fotografia. Veja também tudo sobre o efeito Light Painting

Portanto, leia mais alguns textos do blog e se mantenha sempre informado sobre o mundo fotográfico. Ou ainda pense na possibilidade de fazer um curso de fotografia online. Veja nossas dicas!

Agradecemos imensamente por prestigiar nosso trabalho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.