O que é exposição na fotografia

O que é exposição na fotografia
Avalie este post

Quando estamos falando sobre fotografia, a exposição é algo que pode mudar completamente a foto.

Por isso é necessário entender um pouco mais sobre como trabalhar melhor esse recurso, mesmo que a sua câmera tenha uma função automática, sabendo configurar da forma correta você pode conseguir fotos incríveis.

O que é exposição na prática?

Exposição se refere a quantidade de luz que o sensor da câmera absorve para determinada foto, sendo que em cada situação existe uma medida ideal de exposição à luz, ou os detalhes da foto não poderão ser vistos.

Quando o sensor recebe muita luz há uma superexposição e a foto fica com áreas muito brancas, dificultando a visualização da imagem.

Já quando o sensor não recebe luz o suficiente há uma subexposição e a foto fica escura e com áreas pretas, o que também dificulta a visualização do que está sendo fotografado.

Como usar a exposição corretamente?

Para se conseguir fotos em que haja a quantidade certa de exposição do sensor à luz, há três configurações nas câmeras que permitem lidar com tal fator.

São eles o tempo de exposição, a abertura do diafragma e o ISO.

Tempo de Exposição na Fotografia

O tempo de exposição é controlado pelo obturador da máquina, sendo esse como uma cortina presente no corpo da câmera em frente ao sensor, protegendo-o assim da luz.

A velocidade do mesmo controla o tempo que o sensor fica em contato com a luz.

Para calcular o tempo de exposição a câmera pega um segundo e o fraciona. Por exemplo, há a opção de ½, que seria 1 segundo dividido por 2, ou meio segundo, e também 1/30, que seria 1 segundo dividido em 30, ou 0,033 milésimos de segundo que o obturador ficaria aberto.

Ou seja, na primeira opção há mais entrada de luz do que na segunda opção.

A velocidade do obturador também ajuda na criação de diferentes efeitos nas fotos, pois com uma velocidade maior há o efeito de congelamento, que é ideal para tirar fotos nítidas de objetos ou pessoas em movimento, e com uma velocidade menor há o efeito de borrão, que pode ser útil quando se quer tirar fotos das luzes de carros em movimento durante a noite, por exemplo.

 

Foto de veículo com longa exposição
Foto de veículos à noite com longa exposição

Abertura do Diafragma

O diafragma está presente na objetiva da câmera (lente), então toda a vez que se troca a objetiva se troca o diafragma.

Ele é responsável pela quantidade de luz que entra no sensor e pode ser controlado pelo corpo da câmera, sendo reconhecido no visor pela letra “F”.

Quanto maior a abertura menor será o número que aparecerá no visor da máquina, por exemplo uma abertura f/8 é mais fechada que uma abertura f/4.

Quanto mais se abre o diafragma, mais luz é absorvida pelo sensor o que muda a luminosidade da foto.

Além disso, há outros efeitos provocados apenas pela mudança na abertura do diafragma, como quando se abre mais ele o fundo da foto fica desfocado (utilizado bastante em fotografias de retratos) e quando se fecha o diafragma há um aumento na área de foco, sendo muito utilizado para tirar fotos de paisagens, por exemplo.

ISO

O ISO é a sensibilidade do sensor à luz, quanto maior for essa sensibilidade maior será a exposição da foto.

Dessa forma, quando se vai fotografar em um ambiente com pouca luz, é recomendável um ISO maior e quando se fotografa em um ambiente com bastante luz se utiliza um ISO menor.

No entanto deve-se ter algumas precauções com o ISO, pois o mesmo faz com que a imagem apresente ruídos (pontos granulados nas partes mais escuras da foto) prejudicando assim a nitidez da mesma.

Dessa forma, quanto menor o ISO mais nítida a foto ficará, porém, a captação de luz será baixa.

Conclusão

Em resumo, para se ter uma maior exposição em uma foto é necessário aumentar o tempo de exposição, a abertura do diafragma e a sensibilidade à luz. Já para se ter uma foto com baixa exposição é necessário diminuir o tempo de exposição, a abertura do diafragma e a sensibilidade à luz.

Para se entender melhor a dinâmica entre essas três ferramentas na composição de uma fotografia é importante praticar e experimentar em sua câmera, para assim criar imagens com diferentes efeitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *